"Arte, para mim, foi sempre uma obsessão. Nunca toquei a vida com a ponta dos dedos. Tudo o que fiz, fiz sempre com paixão." Iberê Camargo

Maurice Denis

Maurice Denis

Depois de estudar no Liceu Condorcet, onde conheceu Édouard Vuillard, Paul Sérusier e Ker-Xavier Roussel, Maurice Denis se torna frequentador do museu do Louvre , onde as obras de Fra Angelico determinaram sua vocação de pintor cristão, então marcado pela descoberta de Pierre Puvis de Chavannes. Ele estudou simultaneamente nas...
Albert Chong

Albert Chong

Albert Chong nasceu em Kingston, Jamaica, em 1958, e emigrou permanentemente para o Estados Unidos em 1977. Frequentou a Escola de Artes Visuais de Nova York 1978-1981, e em 1981, Chong iniciou sua carreira em exposições. Em 1988 participou da Universidade da Califórnia, San Diego. Em 1991, recebeu seu mestrado...
Francesca Woodman

Francesca Woodman

Menina prodígio Francesca Woodman. Suas imagens são impressionantes, algumas causam estranhamento, outas evocam sensualidade, mas em todas podemos encontrar um clima de mistério. Em muitas fotos ela usava seu próprio corpo, autorretratos encenados.
Quanto mais específico você for, mais geral que vai ser...Diane Arbus

Quanto mais específico você for, mais geral que vai ser…Diane Arbus

Há uma enorme quantidade de pessoas no mundo e vai ser terrivelmente difícil fotografar todos eles … Foi minha professora Lisette Model quem finalmente deixou claro para mim que quanto mais específico você for, mais geral que vai ser. Diane Arbus
Nem todo mundo confia em pinturas... Ansel Adams

Nem todo mundo confia em pinturas… Ansel Adams

Nem todo mundo confia em pinturas, mas as pessoas acreditam em fotografias Ansel Adams
O momento sempre dita em meu trabalho... André Kertész

O momento sempre dita em meu trabalho… André Kertész

André Kertész, Carnival, Paris (woman reading behind stage), 1926 “O momento sempre dita em meu trabalho. O que eu sinto, eu faço. Esta é a coisa mais importante para mim. Todo mundo pode olhar, mas não necessariamente ver. Eu nunca calculo ou considero, eu vejo uma situação e eu sei...
Eu não documento nada... André Kertész

Eu não documento nada… André Kertész

(André Kertész, banco quebrado, Nova York, 1962) “Eu não documento nada, eu dou uma interpretação”. André Kertész
A câmera é meu instrumento... André Kertész

A câmera é meu instrumento… André Kertész

Chairs, Champs Elysées, Paris, 1927 A câmera é meu instrumento. Através dela dou uma razão a tudo o que me rodeia. André Kertész.
Richard Pousette-Dart

Richard Pousette-Dart

Pintor americano, escultor e fotógrafo. Seu pai, Nathaniel Pousette-Dart (1886-1965) foi um pintor e crítico. Pousette-Dart cresceu perto de Valhalla, NY, e se mudou para Nova York em 1936, onde, como um artista autodidata, teve sua primeira individual, em 1941, ele lecionou na New School for Social Research (1959 – 61), na Escola de Artes...
André Masson

André Masson

Esse importante artista surrealista, que está na origem do Expressionismo Abstrato norte-americano, dedicou toda a sua vida à arte, salvo nos anos que se seguiram à guerra, quando, gravemente ferido e após longa estadia em hospitais, viu-se em dificuldades financeiras e passou a trabalhar em outras atividades. Marcado por esta triste experiência, desenvolveu uma profunda...
Arshile Gorky

Arshile Gorky

Vostanik Manoog Adoyan (vulgarmente conhecido como Arshile Gorky) foi um pintor armênio-americano que teve uma influência paterna na criação do expressionista abstrato. Gorky criou uma ponte crucial entre o surrealismo e o expressionismo abstrato. As contribuições de Gorky para a arte mundial é difícil de estimar. A maioria das pessoas nunca ouviram falar do artista,...
Jorge Luis Álvarez Pupo

Jorge Luis Álvarez Pupo

“Trabalho sobre a base das sensações ou trocas espirituais do ser humano. Utilizo sombras como reflexos de trocas existenciais que acontecem no interior do homem, em sua consciência, onde confluem e pulsam os pensamentos, as inseguranças, os impulsos, as esperanças”. Assim, este cubano, nascido em Havana em 1970, explica seu trabalho. Pupo tornou-se fotógrafo por...
Cecilia Paredes

Cecilia Paredes

Cecilia Paredes nasceu em Lima, Peru, vive e trabalha em São José e na Filadélfia, Estados Unidos. Seu trabalho fotográfico recente é uma exploração de superfícies sensuais em que o corpo é deliberadamente confundido com a natureza e a natureza com o corpo. Sua fotografia demonstra que o corpo da mulher – seu próprio corpo...
Tatiana Parcero

Tatiana Parcero

Tatiana Parcero (1967, México) é uma artista que usa a fotografia como meio de expressão. As imagens fantasmagóricas encontradas nas fotografias de Tatiana Parcero são histórias autobiográficas. Ela mapeia o seu próprio corpo com antigos códices astecas. Por camadas de imagens carregadas de conteúdo biográfico e mítico, ela re-inventa suas próprias experiências pessoais e ao mesmo...
Victor Vázquez

Victor Vázquez

Nascido em San Juan, Puerto Rico, ele ganhou um Bacharel em Psicologia e Sociologia da Universidade de Puerto Rico. Ele passou a cursos de doutorado em Educação e Religião Comparada na Universidade de Nova Iorque. Em 1982, viajou para a Índia, China e Japão para estudar artes, literatura e história cultural destas regiões. Estudou fotografia...
Juan Carlos Alom

Juan Carlos Alom

Juan Carlos Alom nasceu em Havana, Cuba, em 1964. Estudou fotografia no Semiotica del entorno Cubano, Institute of International Journalism , em Havana. Em 1985 Alom começou a trabalhar como fotojornalista para a imprensa cubana. Em 1989 Alom começou a experimentar com o meio fotográfico , enquanto estudava fotografia restauração e conservação com o fotógrafo...
Marta María Pérez Bravo

Marta María Pérez Bravo

Nascida em Havana (1959), Marta María Pérez Bravo foi vivendo e trabalhando no México desde 1995. Sua fascinação com a Cuba rural, onde as crenças religiosas e superstições locais permanecem ativas, junto com sua experiência pessoal de maternidade, levou-a a desenvolver uma relação especial com seu próprio corpo – como estrutura e transmissor, “altar” ou...
Ralph Eugène Meatyard

Ralph Eugène Meatyard

Ralph Eugene Meatyard (1925-1972) esteve à margem na história da fotografia, tanto que ele inseriu uma de suas próprias impressões em sua cópia pessoal de Beaumont Newhall, um livro clássico na História da Fotografia, por não incluí-lo. E, no entanto o seu impacto sobre a prática fotográfica, tardiamente reconhecido, tem sido significativo. Meatyard sempre esteve...